Indicadas para prevenção e tratamento de problemas como varizes e trombose, as meias de compressão são recomendadas para diversos perfis. O ideal, porém, é comprar a meia apenas com a indicação médica e em lojas especializadas, que medem a circunferência do tornozelo, da panturrilha e das coxas. De maneira geral, a meia de compressão suave é usada para prevenir problemas como o edema; a média é indicada para quem já tem varizes ou trombose; já a meia de alta compressão ajuda a tratar inchaços muito fortes ou problemas linfáticos mais graves, porém com indicação médica apenas.

Quando usar?

Obesos: o excesso de peso contribui para varizes e trombose. Isso porque os quilos extras costumam sobrecarregar a musculatura das pernas, o que dificulta o retorno do sangue para o coração. As meias atenuam o cansaço nos membros inferiores e ajudam a evitar complicações.

Gestantes: já no início da gravidez, certos hormônios costumam dilatar as veias. No final, o barrigão pode pesar para as pernas, aumentando o risco de varizes. É por isso que se aconselha o uso de meias de compressão a partir do segundo ou terceiro trimestres da gestação.

Esportistas: eles recorrem aos modelos de compressão para aumentar a performance durante a atividade física. As meias apenas melhoram a recuperação muscular para aquela dor do dia seguinte. Procure fazer um ´´recovery´´ (fisioterapia) adequado.

Sedentários: o retorno do sangue para o coração depende também de quanto nos movimentamos. Em pessoas que ficam muito tempo em pé ou sentadas – por motivos profissionais ou não -, o líquido se acumula nas pernas, causando desconforto. Usar as meias nesse período traz alívio.

Mais velhos: com o avançar da idade, é natural que as veias fiquem mais flácidas e suas válvulas, menos ativas. Para complicar, é após os 50 anos que os inimigos da circulação tendem a aparecer – caso da pressão alta. Assim, o sangue pode penar tanto para chegar às pernas como para voltar de lá.

Operados: é comum que indivíduos recém-submetidos a cirurgias de grande porte usem uma meia de compressão especial, com ação antitrombótica. O motivo é que o repouso após a operação favorece a formação de coágulos nas veias – estopim para problemas até fatais.

Além do uso da meia, atividade física, dieta com pouco sal e drenagem linfática também podem diminuir o inchaço nas pernas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?