O sedentarismo, o excesso de peso, a idade (a partir dos 30 anos), a gravidez, a hereditariedade e o uso de pílulas anticoncepcionais/reposição hormonal são fatores que aumentam o risco de desenvolver varizes. Você faz parte de algum desses grupos?

Se você é mulher: atenção! A maior incidência é no sexo feminino, 45% das mulheres contra 30% dos homens, segundo estimativa da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV). Os homens também têm varizes, ao contrário do que muitos pensam. O público masculino, inclusive, costuma apresentar os casos mais avançados da doença.

Como a questão genética é imutável, a prevenção deve ser redobrada se há uma incidência na sua família, pois as chances de você apresentar varizes são altas. Todo cuidado é pouco!

Causas

As varizes são causadas por problemas de circulação e dilatação das veias superficiais, geralmente nos membros inferiores (pés, pernas e coxas). As veias dilatadas impedem o bom funcionamento das válvulas, pois ao invés de o sangue percorrer o caminho das pernas para o coração, ele fica parado dentro das veias e ocorre a dilatação. Isso gera inchaço, dor e sensação de cansaço e peso nos membros.

As pessoas costumam definir as varizes como um incômodo estético, porém elas não devem ser encaradas apenas desta forma. É uma doença progressiva que pode ocasionar sérias complicações se não for tratada adequadamente.

Prevenção

Adotar medidas preventivas e procurar orientação médica nos primeiros sinais de varizes fazem toda a diferença. Optar por um estilo de vida saudável, com prática de exercícios regulares, alimentação adequada, evitar o excesso de peso, não ficar muito tempo na mesma posição (sentada ou em pé) e melhorar a circulação do sangue, levantando as pernas a cada duas horas e também usar meias elásticas, conforme orientação médica.

As alternativas disponíveis para o tratamento de varizes incluem cirurgia, escleroterapia e o laser transdérmico (técnica CLACS). Antes de tudo, o paciente deve procurar um angiologista para avaliação completa do seu quadro e indicação da melhor técnica. Não encare as varizes como algo definitivo, elas têm solução!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?